quarta-feira, 7 de abril de 2010

INTELIGÊNCIA E FORÇA DE VONTADE


Certa vez li que existem duas premissas básicas que diferem o ser humano de todos os outros animais.

A primeira é a inteligência e a segunda é a vontade.

Entenda por inteligência todo o conhecimento adquirido em toda a sua existência, desde que nasceu, engatinhou, foi à escolinha, à faculdade, etc.

Conhecimento é toda a informação adquirida. A inteligência é o que você faz com toda essa informação.

Se você deseja pegar um trem para ir a São Paulo e quando chega à estação começa a ler as placas das plataformas, sua inteligência manda que você não pare numa estação que esteja escrito, por exemplo, Curitiba.

É a sua inteligência escolhendo sua ação mediante as informações percebidas.

A inteligência/conhecimento não são livres. Mas a vontade é…

Por que eu digo que o conhecimento não é?

Porque ele está atrelado a tudo que aprendemos em nossa família, no banco da escola, em nosso grupo social. Explico: se eu escrevesse agora a palavra “palhasso” desta forma sua inteligência/conhecimento aceitariam?

Não.

Se eu dissesse que dois e dois são vinte e dois, você iria rir e no máximo ia achar que tratava-se de uma brincadeira.

Porque a verdade é que nosso conhecimento não é livre.

A vontade é.

Exatamente. A vontade é livre.
O que leva a uma pessoa a terminar aquilo que começa? De onde tira forças para ultrapassar os momentos mais difíceis sem desistir? Ultrapassar as adversidades. Quando desistir é o caminho mais fácil…



Por que a greve de fome é tão respeitada?

Porque a minha inteligência e meu conhecimento me dizem que o homem não vive sem se alimentar.

A minha fisiologia me diz: “Estou com fome!!!!”

Mas a minha vontade diz: “Só me alimentarei quando fizerem o que desejo…”

Tivemos o exemplo do grande pacifista que sempre pregou uma doutrina de não-violência. Fez greve de fome porque desejava que a paz reinasse entre hindus e muçulmanos; entre indianos e ingleses.

E como um novo Gandhi tivemos há pouco tempo um bispo da Paraíba reabrindo a discussão sobre o tema causando grande repercussão na mídia. Quando falaram da transposição do Rio São Francisco.

Porque é a vontade acima da inteligência e do conhecimento!

Pense nisso na próxima vez que se detiver a frente de um empecilho.

É preciso acordar sua vontade adomecida, encorajá-la, acreditar que você consegue.

É preciso exercitar sua força de vontade!

Abraços e fiquem bem…

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Como foi prometido o the New traz o clip da musica look to you que foi postada e traduzida em postagens anteriores.Confesso que gosto muito da voz da Whitney.Abraços a todos e bom inicio de semana. [:)]

video

domingo, 4 de abril de 2010

COMO SE FOSSE A PRIMEIRA VEZ

Para que é apreciador de um boa musica junto com belas imagens o New Time Now traz uma serie de clips e vídeos de diversos cantores, tanto da musica brasileira como na internacional, e o primeiro vídeo montagem e da musica do cantor Paulo Ricardo,( Como se Fosse A Primeira Vez) .

No decore do Blog novos clips e musicas serão postados ,confiram.

video

A HORA DE DORMI.....

Gente olha so o Bêbe tentando dormi nesse video,muito engraçado.
video

PIQUENIQUE DAS TARTARUGAS (REFLEXÃO)


PIQUENIQUE DAS TARTARUGAS

Uma família de tartarugas decidiu sair para um piquenique.
As tartarugas, sendo naturalmente lentas, levaram sete anos preparando-se para o passeio.
Passados seis meses, após acharem o lugar ideal, ao desembalarem a cesta de piquenique descobriram que estavam sem sal.
Então, designaram a tartaruga mais nova para voltar em casa e pegar o sal, por ser a mais rápida.
A pequena tartaruga lamentou, chorou e esperneou, mas concordou em ir com uma condição: que ninguém comesse até que ela retornasse.
Três anos se passaram... Seis anos... E a pequenina não tinha retornado.
Ao sétimo ano de sua ausência, a tartaruga mais velha, já não suportando mais a fome, decidiu desembalar um sanduíche.
Nessa hora, a pequena tartaruga saiu detrás de uma árvore e gritou:
- Viu! Eu sabia que vocês não iriam me esperar. Agora é que eu não vou mesmo buscar o sal.

REFLITA:

Algumas vezes em nossa vida as coisas acontecem da mesma forma.
Desperdiçamos nosso tempo esperando que as pessoas vivam à altura de nossas expectativas.
Ficamos tão preocupados com o que os outros estão fazendo que DEIXAMOS de fazer o que nos compete.

“Não VENCI todas as vezes que LUTEI... Mas PERDI todas as vezes que DEIXEI de lutar.”

R.R